In My Mind

Nada que se aproveite.

0 notes

Nada tão interessante

Ah… Oi né. Tempão que não posto aqui, simplesmente não aparecem ideias de como ~~escrever~~ os últimos acontecimentos e vou usar isso aqui pra isso, um blog bem pessoal mesmo.

Depois volto, tchau.

0 notes

First Time

 Animated Gif on Giphy

Olá amiguinhos. Esse final de semana que se passou foi um tanto quanto diferente, novas experiências nem tão interessantes mas que serviram de alerta. ou quase.

Domingo, 2 de junho de 2013. Acordo sabendo que a caixa de livros da editora parceira chegou, ainda são 10 da manhã, decido ler um pouco até as 11h pois tenho um almoço para ir.

Pensei MUITO antes de realmente decidir ir, até minha mãe influenciou “vai você nunca sai, deixe de ser anti social” ok. Cheguei um pouco atrasado, ao meio dia e me deparo com um ambiente um tanto quanto… Nada além do normal só não gosto mesmo. Música alta (e ruim), MUITA bebida, gente que não conheço e… OLHA, O ANIVERSARIANTE! 

Fiquei na mesa acompanhando a bebedeira, comi um pratinho de feijoada e decidi provar a porra da vodka. PRONTO. A partir daí, fodeu com tudo, de um copo comecei a pegar outro ia tentando socializar e via que quanto mais bebia mais impunha respeito (pelo menos a galera da mesa que me olhava com felicidade). Só que a minha festinha durou até as 15h mais ou menos, a partir daí começaram os sintomas mais agoniantes do mundo.

Inicialmente eu fiquei tonto, a visão embaçada limpava o óculos achando que era por conta do sereno, em seguida o corpo começou a formigar, ouvia as pessoas de longe, falava “enrolado” e riam de mim quando tentava me expressar. FODEU. Estraguei a festinha da galera. Cuidaram muito bem de mim, nunca comi tanto pirulito como naquele dia, nem café.

Reações: O corpo fica todo dormente, parece que você tá no espaço, dor de cabeça infernal (sim, durante e depois), vontade incontrolável de urinar, sonolência além do normal (parece que você tá com febre), perda de coordenação motora, e MUITA tontura.

PÓS: Dor de cabeça, impossível conseguir dormir (quando pensa que dormiu vc acorda p ir no banheiro), falta de apetite, jetlag (parece que vc tá em outro mundo ainda).

Infelizmente não vi porra nenhuma de fadinha, nem fiquei em outra dimensão. Passei mal de verdade e o pior que consciente do que estava acontecendo ao meu redor, só não conseguia reagir.

Ainda estou depressivo, mas o efeito do alcool já passou há muito tempo. Não sei o que causou isso, mas tenho pensado em algumas coisas e só tenho vontade de cometer suicídio. Enfim, até mais.

Filed under relatos vodka drunk alcool festinha dor de cabeça vergonha

1 note

bromanceisdead asked: OI MOZOA TÔ TI SIGUIN

brigado mozoa seguina vc tobem

1 note

Sonhos

Uma coisa doida né?!  Acontecem as melhores (ou piores) coisas enquanto dormimos, uma viagem a outra dimensão quase. Hoje tive um sonho louco e foda ao mesmo tempo.

Era uma vez eu, uma nave vinha me buscar em casa e de repente saiam de lá personagens do Guia, Marvin, Trillian e Zaphod entravam aqui, conversavam comigo e estavam tentando me persuadir a viajar junto com eles. O motivo era o melhor: “como você está cansado dessa vida, pensamos em leva-lo conosco PORÉM seu corpo ficaria na Terra: morto” e a conversa seguinte era eu tentando convencer meus pais desse ~~suicidio~~ achei interessante mas perturbador demais.

Nas cenas seguintes eu ia parar num hospital(?!?!?!?) só lembro de uma sala branca cheia de meninas só de calcinha esperando serem atendidas, ao lado um banheiro onde faziam experimentos com cadaveres de cachorro e fetos… Em seguida acabou, acordei e fiquei pensando nessa porra toda.

Essa ultima parte sem dúvidas é por eu ter lido uns sites tenebrosos, onde mostravam um vídeo de aborto, outra matéria que faziam sopa com fetos na china, e um cientista que ainda na 2° guerra decepava os cachorros para experimentos. Não vou mentir, gosto de ver essas porcarias mesmo que fique impressionado depois. Tá, esse foi meu sonho, esse é meu clube NEXTEL.

Até a próxima.

Filed under sonho sci-fi naves guia do mochileiro das galáxias gore

0 notes

No Momento

Sabe, aquela coisa de “uma musica que defina sua vida”? Nunca fui a esse extremo, pois gosto de MUITA coisa, e claro, várias  condizem com a minha vida blablabla. Meio que respondendo a essa pergunta, NO MOMENTO a musica que mais tenho escutado e que se encaixa perfeitamente nessa vida de merda, não poderia ser outra senão alguma do Hammmock. Um remix, raramente eles o faze, mas quando fazem…

Every Other Way é carregada de emoção e melancolia, mesmo na sua forma original, os vocais de Jes transmitem isso, e ao mesmo tempo uma paz interior. Amo chillout por causa desses sentimentos que são abordados na música de forma tão sutil, mas que marcam o ouvinte, e foi isso que me tornou fã de Hammock. Antes de conhece-los, quem embalava minhas angústias era Caspian ou EF, post-rock também carregado de emoção e que tenho um lugar todo especial.

Não é música para dançar, tampouco para correr ou ouvir em locais “normais”, é uma coisa profunda, para pensar ou emocionar. Dificilmente você irá ouvir um post rock e até mesmo chillout em alguma festa, por mais sofisticada que seja. Apreciem o som, até a próxima.

Filed under Hammock chillout chillounge post rock sentimentos

0 notes

Diários

É, diários. Uma coisa tão de “menina” né… Coisa de gente desocupada, sem vida. Mas que todos deveriam ter, acho que o mundo seria melhor apenas com esse pequena mudança.

Digamos que eu sempre quis ter um e não sabia, achei que era blog, daí nasceu o Tedio Social OK que supre minhas necessidades de comunicação que não tenho (ou quase), me expresso alando dos livros e pessoas com interesse em comum compartilham a mesma opnião.  MASSA. Porém não é só de livros que um ser humano vive (infelizmente), tenho outras necessidades, penso e faço outras coisas e tal, nada melhor para ISSO do que um diario.

Não precisa ser O diário, sabe, como antigamente as meninas andavam com um caderninho personalizado para todo lado e tal… Pode ser um pedaço de papel, um bloquinho e até quem duvide: um blog. Exatamente isso que faço por aqui, já pensei em escrever uma coisa mais trabalhada sabe, em formato de crônica, uma coisa poética MAS por enquanto quanto mais informal melhor.

Tá, mas por que isso cara? Simples, to lendo um livrinho legal no momento, e a personagem principal começa escrevendo mesmo contra vontade, e se sente melhor. Eu já fazia isso beeeeem antes before it was coolcom um blog ~~secreto~~ onde relato meu dia quando estou downers mas pensei em fazer algo mais público sabe. Mesmo que ninguém leia ou acompanhe isso aqui (sinceramente to nei ai) poderá algum dia ver diferente do outro que tá aberto, aparece se buscarem mas NUNCA divulguei.


Enfim, é isso.

Filed under away sei lá pensamentos aleatórios nada que preste

0 notes

Changes

Engraçado como as coisas mudam né?!

Começam de uma maneira e terminam de outra, geralmente inesperada para ambos. Isso não é texto filosófico, muito menos uma crônica, to pouco me fodendo para falar a verdade.

Tenho notado mudanças, e o mais legal que isso afetou tudo… NADA é como antes, de repente… PEI PUM PA! Digo que não me importo mas é só para pagar de forte. Mas até que não ligo pra essas putaria de menininha depressiva demi lovato ai meus amigos. Se não quer mais, ok. ODEIO atitudes forçadas, “amiguinho” com um riso falso no meio da cara e tá fazendo aquilo por obrigação.

Mas no final das contas a culpa sempre é do otário, o nerdzinho estranho, o filho da puta que passa o dia na internet.

Boa noite.

Filed under away textos para limpar a bunda pessoal sei la emotions

0 notes

REAP BROADEI

Então né, ontem/hoje (ainda nao dormi continua sendo o dia anterior) foi meu aniversário. Sinceramente não sou fã daquelas coisas de “feliz aniversario, saude mimimi” um diálogo já batido que toooodo mundo fala hipocrisia pura. Porém esse ano foi muito legal, pelo fato de que a galerinha do twitter me surpreendeu e bombardeou minhas mentions com felicitações, as mais variadas possíveis, e sabe, foi sincero pq a galera me ‘conhece’ leem todo dia as besteiras que posto e conseguem me agradar com uma simples mensagem.

IA rolar passeio p livraria, infelizmente não deu por motivos de feriado, sem táxi e a gente não tem carro aí….. E sim, não dava para is de ônibus, nem faço questão, mas pegar transporte público no feriado::: PLS.

Sabendo disso, os presentes foram limitados. Ganhei MUITO chocolate, minha sobrinha organizou uma ~~festinha~~ coisa beeem basiquinha mas que para ela foi uma realização, e claro, entrei no clima e disse que foi a melhor festa que já tive, só para não desapontar uma criança.
Parece aquelas coisas de programa de TV, mas as coisas mais simples são realmente as que mais marcam. Sério, fiquei TÃO feliz de manhã com toda aquela atenção no Twitter, e o resto do dia no Facebook, me senti humano, eu existo, sabe.

É mentira dizer que não ligo p presente, e quem diz isso é p aparecer. Mas na hora você nem dá tanta importância assim.

Lembro que em 2011 não lembro EXATAMENTE datas, eu tava numa espécie de estágio, último ano de escola e tal. Odiei a “surpresa” que fizeram, claramente falsidade, mesmo a galera se empenhando, fiquei com a cara fechada e acho que até hoje querem comer meu fígado, mas quem liga?!

Tem uns amigos que realmente aparecem nessas horas e você ver que é verdadeira a amizade, mesmo longe, quase 2 anos sem contato, fico emocionado com isso. E também aqueles que era tão grudado na escola que nem um “parabens” mandaram mesmo que virtualmente, apesar de considerar tanto, mas aí vejo que não lembram mais de mim, e isso é triste.

Ok, querido diário de hoje chega ao fim. Vou apagar os posts de divulgação pois não quero qualquer pessoa lendo isso aqui. Até qualquer outro dia.

Filed under Me Birthday pessoal away Aleatório diário fak u